O YOGA

Dentre as diversas definições que podem ser atribuídas à palavra Yoga, gosto de entendê-la como sendo a “ciência do autoaperfeiçoamento humano”, uma vez que é capaz de promover o desenvolvimento do indivíduo em todos os níveis de manifestação.

A palavra yoga é derivada do Radical ‘Yug’ que significa unir, juntar, e deste modo, pode-se afirmar que significa união. Essa união pode ser entendida em diversos sentidos: no sentido espiritual se caracteriza como a comunhão da consciência individual com a consciência cósmica; em um sentido mais prático, como sendo o processo de harmonização do ser humano em todos os seus aspectos, ou seja: físico, vital, mental, emocional, intuitivo e espiritual; e, ainda, pode ser visto sobre um prisma ecológico, uma vez que promove um refinamento nas relações do indivíduo com as pessoas, o meio ambiente e o Cosmos.

Outro significado que pode ser atribuído à palavra yoga — e que pode causar alguma estranheza — é “separação”. Essa separação consiste no reconhecimento de uma existência transcendente ao ego, ou seja, uma desidentificação. Em outras palavras, o indivíduo passa a se perceber com uma existência maior que o corpo e seus padrões mentais que formam a sua personalidade; e a partir desse momento, começa a União.

Em suma, como efeito colateral, o yoga te proporcionará uma mente mais equilibrada, desenvolvendo a sua concentração e paz interna. Fisicamente, a prática poderá eliminar bloqueios energéticos e tensões musculares. Tonificará e alongará a musculatura, além de equilibrar o funcionamento glandular e orgânico, de forma em geral. Ou seja, poderá lhe proporcionar a experiência de uma existência mais saudável em todos os sentidos.

Diante de todo o exposto, recomendo que pratique o Yoga.


Não importa o motivo que te move, dê um voto de confiança, busque um benefício e colha vários. A sua prática trará o bem, não só para você, mas a todos a sua volta.

 

Seja você o arquiteto da sua vida.

                   

Acesse: www.hcompass.com

Coaching, PNL e Treinamentos